Quem sou eu

Minha foto
Naturologista,Iridologo,Fitoterapeuta,Universidade em Pedagogia.Pró-Reitor da UniReiki Marituba/Pará - Reiki Master,Doutorado “Stricto Sensu” em Terapia Holística,Mestre Vitalício do ConReiki -CRK 10.280,Curso de Música em Educação Profissional,etc.Email- gilakel@hotmail.com /Tel:whats (91)988659079 PortabilidadeTIM/(91) 999946364 OI

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Estudo comprova que a música ajuda no tratamento contra o câncer


Segundo a pesquisa feita na Filadélfia, a música diminui a ansiedade e a dor dos pacientes com câncer
por Jackie salomao
Dizem que a música faz bem para a alma. Agora, cientistas comprovaram que também faz bem para o corpo, de acordo com um estudo feito na Filadélfia (EUA). A música pode ajudar pacientes com câncer, obtendo efeitos positivos em relação ao humor, dor e a qualidade de vida para quem está passando pelo tratamento. O artigo 'Music Interventions for Improving Psychological and Physical Outcomes in Cancer Patients', foi publicado na biblioteca virtual Cochrane Database of Systematic Reviews.

Comandado pela professora Joke Bradt, do Departamento de Tratamentos Criativos da Universidade de Drexel, na Filadélfia, o estudo indicou que a utilização de música como um complemento no tratamento de câncer pode melhorar o bem estar do paciente.

Os pesquisadores analisaram 1.891 pacientes em 30 experimentos distintos, feitos em sete países: Estados Unidos, China, Itália, Irã, Espanha, Taiwan e Vietnã. Estes pacientes foram divididos entre os que ouviram música ao vivo (musicoterapia) e aqueles que escutaram gravações.

Em ambos os casos, os resultados demonstraram que o nível de ansiedade baixou 'consideravelmente' para os pacientes de diferentes tipos de câncer. Segundo a doutora Joke, o procedimento pode servir não só como uma fonte de entretenimento como de concentração. "Está provado que, quanto mais relaxado está o paciente, menos dor ele sente", disse Joke.

Outros estudos deverão ser feitos para entender melhor o efeito da música sob o nível de estresse, pois dados disponíveis são insuficientes para chegar a uma conclusão mais aprofundada. Os resultados sugerem que a musicoterapia pode ajudar a dar 'energia' ao doente, seja escutando música ou até mesmo tocando algum instrumento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário